Customizada para as pequenas e médias cidades da Amazônia, a Central de Logística Reversa Zero Aterro, se apresenta para preencher as lacunas do cronograma de implantação do Acordo Setorial assinado entre o Ministério do Meio Ambiente e a Coalizão Embalagens (www.cempre.org.br). 

Foi acordado uma projeção da expansão da reciclagem pós-consumo no país, incluindo a Amazônia, a partir das premissas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) que prevê a responsabilidade compartilhada entre governo, empresas e população. Proposta esta elaborada por entidades do setor produtores, importadores, usuários e comerciantes, com apoio do Cempre, da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e da Confederação Nacional do Comércio (CNC).

         A customização da Central de Logística Reversa Zero Aterro, para atendimento de pequenas médias cidades da Amazônia, também inclui no seu processo o atendimento da resolução CONAMA Nº 481/2017, que estabelece critérios e procedimentos para garantir o controle e a qualidade ambiental do processo de compostagem acelerada dos resíduos sólidos orgânicos.